Clipping: Paixão por números é porta de entrada

Matéria publicada na seção Plano Pessoal do Jornal Gazeta Mercantil, utiliza a carreira de uma jovem atuária da UFRJ para apresentar um pouco da profissão e uma área de atuação de destaque atualmente.

Ao longo do curso, a jovem se debruçou sobre o conceito que evoluiu, basicamente, do cálculo de probabilidade do matemático francês Blaise Pascal, lá atrás no século 17, para o que hoje é um conjunto de técnicas específicas de análise de riscos e expectativas que norteiam a administração de seguros e fundos de pensão no mundo todo, além da atividade de resseguros.

2 respostas a Clipping: Paixão por números é porta de entrada

  1. Sabias palavras. O curso da UFRGS, infelizmente, é um exemplo do segundo caso.

  2. Fato, deve-se ter uma base boa em estatística para um curso de atuária, isso é a nova realidade do curso e as universidade terão que se adaptar isso rapidamente.
    Fica vendo atuária como antigamente, ligado plenamente na contabilidade está por fora.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: